Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
05/05/2016 às 08h34

Líder ficha suja

Líder ficha suja

O deputado André Moura (PSC) é um dos nomes mais cotado para assumir a liderança do governo na Câmara Federal, numa provável administração biônica do ainda vice-presidente Michel Temeridade (PMDB). Segundo a chamada grande imprensa, a indicação do sergipano foi feita pelo deputado-réu Eduardo Cunha (PMDB). Aliás, este sujeito pode ser afastado ainda hoje da presidência da Câmara. Em sendo confirmada a indicação de André, o novo presidente sem votos terá no parlamento um líder ficha suja. Respondendo a uma série de processos, Moura acaba de ter a condenação por improbidade administrativa mantida pela 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Sergipe. Como a decisão é de um colegiado, o deputado cristão enquadra-se na Lei da Ficha Limpa, ficando inelegível por oito anos. Mas, esperar o quê de um governo referendado por políticos da linhagem de Eduardo Cunha, acusado de lavar milhões em paraísos fiscais? Eita Brasilzão sem jeito!

Otimista demais

O vereador aracajuano Adriano Taxista (PSDB) é tão otimista que considera muito boa a lastimável administração do prefeito João Alves Filho (DEM). Apesar do exagerado entusiasmo, o tucano reconhece que “algumas coisas prometidas não se concretizaram, embora muito esteja sendo feito”. E Adriano vai mais além: “Aracaju é um verdadeiro canteiro de obras”. Esqueceu de dizer que a grande maioria está paralisada há muito tempo.

Desafinou

Muitos petistas tentam consertar o estrago causado entre os aliados pelas declarações de Jefferson Lima, secretário Nacional da Juventude Petista. O moço chamou governador Jackson Barreto (PMDB) de golpista. Ontem, o presidente do PT aracajuano, vereador Emmanuel Nascimento, se apressou em ressaltar a lealdade de JB com a presidente Dilma Rousseff (PT). Por sua vez, o presidente do partido em Sergipe, Rogério Carvalho, disse não haver motivos para a legenda não estar junto de Jackson. Só falta expulsarem Jefferson do PT. ôch!

Cara nova

Será hoje a posse do advogado José Carlos Felizola na presidência da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe. O causídico peemedebista substitui o ex-deputado estadual Mardoqueu Bodano (PRB), exonerado após o partido dele ter votado favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Para evitar uma crise com a legenda aliada, o governador Jackson Barreto prometeu arranjar outra “boquinha” no governo para Bodano. E assim vai vivendo a humanidade!

BRT paraguaio

A depender do Ministério Público de Sergipe, o BRT paraguaio só pode funcionar em Aracaju quando, de fato, for implantado pela a Prefeitura, a exemplo do que já ocorreu em outras capitais. Os promotores entendem que uma mera sinalização e simples faixas separando as avenidas não caracterizam o chamado Bus Rapid Transit. Aliás, só o prefeito João Alves Filho (DEM), os técnicos da SMTT e um punhado de apaniguados acham que o BRT se resume a alguns poucos ônibus articulados e ao asfalto pintado de azul e branco. Nem no Paraguai é assim!

Boca porca

Temendo ser processado, o internauta Walmir Meirelles Marques Junior pediu desculpas a Lagarto, a Sergipe e ao juiz Marcel Maia Montalvão. Revoltado porque o WhatApp foi bloqueado, a anta postou um vídeo no Fecebook com declarações preconceituosas. Disse não saber onde fica Lagarto, que Sergipe não é Brasil e chamou o magistrado de pateta. Diante da reação dos sergipanos e das ameaças de processos, o mocorongo jogou a toalha. Mesmo assim, corre o risco de ser condenado a aprender geografia e boas maneiras. Bem feito!

Festa política

O PDT realiza amanhã, convenção estadual para eleger a nova diretoria. Marcado para o plenário da Assembleia, o evento político vai ser prestigiado pelo presidente nacional do partido, ex-ministro Carlos Lupy. O prefeito de Socorro, Fábio Henrique, vai ser reeleito presidente do PDT sergipano. Segundo ele, a nova diretoria será composta por pedetistas de todo o Estado.

Queixa aliada

Até o vereador aracajuano Agamenon Sobral (PP), ardoroso defensor do prefeito João Alves Filho, tem feito criticas a administração municipal. Segundo ele, não existem motivos para a escola pública Anísio Teixeira permanecer fechada, enquanto se gasta dinheiro com ônibus visando levar as crianças para outro estabelecimento. “Não sou engenheiro, mas verifiquei que a escola está em plenas condições de uso”, afirmou.

Proposta afinada

A Banda de Música da Polícia Militar de Sergipe vai ser tombada ao Patrimônio Histórico e Cultural. Pelo menos este é o desejo de seus integrantes. Ontem, eles entregam ao presidente da Assembleia, deputado Luciano Bispo (PMDB), uma proposta de tombamento. O peemedebista garantiu que o projeto será aprovado por unanimidade. A Banda da PM tem 172 anos de serviços prestados, é uma das mais antigas do Brasil e  a mais velha de Sergipe.

Respeito é bom

E quem não gostou de ser chamado de cínico foi o senador Eduardo Amorim (PSC). Diante da deselegância do também senador Lindbeg Farias (PT) com os colegas, o sergipano reagiu: “Aceito e respeito às diferenças, mas não posso aceitar generalizações e ofensas. Aqui ninguém é melhor do que ninguém”. Tá certíssimo!

Recorte de jornal

Publicado no jornal A Cruzada, em 31 de dezembro de 1966.

Resumo dos jornais

Postado por Adiberto Souza
Comentários