Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
11/03/2016 às 08h13

Golpe nunca mais

Golpe nunca mais

A grave ameaça de convulsão social vivida hoje pelo Brasil pode se tornar realidade se a classe política, as elites econômicas e as lideranças populares insistirem em disputar, a qualquer custo, o comando político do país. A efervescência das ruas deixa claro que a população está dividida: parte quer o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), a prisão e até mesmo o banimento do ex-presidente Lula (PT) e o fim puro e simples do PT. Interessada em manter o status quo, a outra banda faz duras criticas à Justiça, culpa a imprensa pelo recrudescimento da crise política e ameaça partir para o enfrentamento nas ruas, provocar a baderna. Nesse clima de Fla-Flu, é visível a compulsão das elites por violar regras democráticas quando lhes convêm. E os resultados dessa compulsão são os regimes violentos, as milhares de vidas perdidas na reação à barbárie e no grave déficit de cidadania do qual se ressente nosso continente. Portanto, tenhamos juízo. Evitemos que desastrados, seja de qual lado for, acendam o pavio deste golpe anunciado.

Crise do lixo

Não bastasse todos os problemas criados para os aracajuanos nos últimos três anos, a administração do prefeito João Alves Filho (DEM) implantou a crise do lixo. Ao substituir, de forma precária e intempestiva, a Torre pela empresa Cavo, a Prefeitura colocou no olho da rua 1.200 trabalhadores e deixou a cidade em risco de ser inundada pelo lixo. A Cavo faz parte do Grupo Estre Ambiental, responsável pelo aterro sanitário instalado em Rosário do Catete.

Afiando o discurso

E o senador Eduardo Amorim (PSC) parece mesmo disposto a disputar a Prefeitura de Aracaju. Tão logo soube que a Torre foi afastada da coleta de lixo da capital, o prefeiturável fez duras críticas a administração do prefeito João Alves Filho (DEM). “Estamos vendo 1.200 pais e mães de família à beira do desemprego. Infelizmente, Aracaju carece de uma gestão mais eficiente e preocupada com seu povo”, discursou.   

Contra a tortura

O governo de Sergipe vai criar o Comitê Estadual de Prevenção e Combate à Tortura. Projeto de Lei neste sentido será enviado para a Assembleia em breve. A informação foi dada pelo governador Jackson Barreto (PMDB), ao receber a coordenadora geral do Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, Renata Pinho Studart, e o representante da Associação dos Magistrados Brasileiros no Comitê, o juiz sergipano Edinaldo César Santos Júnior. Legal!

Dia de posse

O vereador Agnaldo Feitosa (PR) será empossado hoje secretário da Saúde de Aracaju. Vai substituir o bancário Luciano Paz, que deixou a pasta por não conseguir resolver a grave crise vivida pelo setor. Agnaldo aceitou ir para o sacrifício depois que o convite do prefeito João Alves Filho (DEM) foi recusado por vários outros profissionais, a exemplo do médico gastroenterologista Gilvan Pinto.

Não confia

Às vésperas da posse do secretário Agnaldo Feitosa, a Câmara de Vereadores aprovou mudanças radicais no Programa "Pró-Mulher, Pró-Família: Mais Saúde, Mais Vida", que deixa de ser responsabilidade da Secretaria da Saúde de Aracaju. Pela propositura do Executivo, o Programa passa para o comando da primeira dama Maria do Carmo Alves (DEM), a toda poderosa secretária de Assistência Social e da Família. Durma com um barulho desse!

Cadê a grana?

O ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita (PMDB), terá que devolver aos cofres do município os R$ 335 mil que gastou com regabofes para apaniguados. Pelo menos é o que deseja o Tribunal de Contas de Sergipe. Na mesma sessão, o TCE condenou despesas feitas pela administração do peemedebista com estagiários (R$ 4.800), premiações (R$ 2.300), refeição (R$ 7 mil) e fretes de veículos (R$ 1.200). Resta saber quando Sukita vai devolver essa grana!

Dia de Déda

Vivo fosse, o ex-governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), completaria hoje 56 anos. Ele morreu em dezembro de 2013, vítima de câncer no estômago e no pâncreas, quando cumpria o segundo mandato como governador. Filiado ao PT desde os anos 1980, Déda iniciou a carreira política como deputado estadual, foi eleito duas vezes deputado federal e, também por duas vezes, prefeito Aracaju. Saudades!

Amor de mãe

O Supremo Tribunal Federal estabeleceu prazo de 180 dias de licença-adotante remunerada para servidoras públicas com filho adotado. Antes desta decisão, as adotantes tinham direito a 30 dias de licença, prorrogáveis por mais 15. A decisão não vale para pais adotivos. Ué, e “por quá”?

Mais água

Por decisão judicial, a vazão mínima liberada pelo reservatório de Xingó, entre Sergipe e Alagoas, passou de 800 metros cúbicos por segundo (m³/s) para 900 m³/s. A Chesf informou que vai recorrer contra a liminar. A vazão de 800 m³/s havia sido autorizada pela Agência Nacional de Águas em janeiro último, justificada pelo pouco aporte de água devido a chuvas abaixo da média na região da bacia hidrográfica.

Recorte de jornal

Publicado pelo jornal estanciano A Razão, em 31 de outubro de 1909.

Resumo dos jornais

Postado por Adiberto Souza
Comentários