Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
28/12/2015 às 08h01

Segurança falida

Segurança falida

Antes de sair de casa peça proteção a Deus, pois as ruas de Sergipe estão cheias de marginais, que agem abertamente contra o cidadão de bem. Completamente falida, a Segurança Pública apenas contabiliza os números das ocorrências e, de quando em vez, prende alguns meliantes menos prevenidos. A situação é tão grave que nem tomar conta de presídios a Polícia está conseguindo. Prova disso foi dada este ano pelo governo, ao pedir socorro à Força Nacional para impedir fugas nas penitenciarias. Sem ter a quem recorrer para proteger a família, e temendo ser a próxima vítima da marginalidade, o contribuinte está se armando para fazer justiça com as próprias mãos. É preciso que o Executivo reveja o falido projeto de segurança pública posto em prática em Sergipe, pois a continuar dessa forma, a sociedade aterrorizada vai terminar pedindo socorro aos criminosos.

Portas abertas

Maior prova da insegurança vivida pelos sergipanos foi dada ontem por cinco malandros, que estavam presos na delegacia regional de Lagarto. Aproveitando-se de um descuido dos policiais, os detidos caíram no oco do mundo, escafederam-se. A justificativa da Polícia é que a fuga aconteceu na madrugada, quando o plantão na delegacia estava reduzido. Então, tá!

Tapa na cara

Ao sair hoje cedo para o trabalho, o morador da Grande Aracaju teve que arranjar mais algumas moedinhas para pagar a passagem de ônibus que, desde ontem, está custando R$ 3,10. O exagerado aumento de 14,81% no preço da tarifa - um verdadeiro tapa na cara do trabalhador - foi concedido pelo prefeito da capital, João Alves Filho (DEM), e afeta quem mora em Aracaju, Socorro, São Cristóvão e Barra dos Coqueiros.

Inimigos do povo

Votaram a favor do reajuste da passagem de ônibus e contra o povo os seguintes vereadores: Adriano Taxista (PSDB), Agamenon Sobral (PHS), Augusto do Japãozinho (PRTB), Agnaldo Feitosa (PR), Gonzaga (PMDB), Manuel Marcos (DEM), Ivaldo José (PSD), Renilson Félix (DEM), Valdir dos Santos (PT do B) e Vinicius Porto (DEM). Não esqueça esses suplicantes quando for votar nas eleições de 2016.

Novo Hino

O Hino de Sergipe (Alegrai-vos Sergipanos) pode virar o Hino da Independência do Estado e, para o lugar dele, ser escolhido um outro, através de concurso público nacional. É o que publica o jornalista Ivan Valença, no Jornal da Cidade. Segundo ele, a proposta é do acadêmico e professor Joubert Uchôa, que já se comprometeu em contribuir com R$ 10 mil para compor o prêmio de R$ 100 mil, a ser pago à letra e à música selecionadas. Caberá ao governador Jackson Barreto (PMDB) decidir se acata a sugestão da Academia Sergipana de Letras e promove o concurso.

Macacada

Ao ouvir o governador Jackson Barreto (PMDB) recorrer ao adágio “cada macaco no seu galho”, para sugerir ao conselheiro Clóvis Barbosa que não se meta no governo, um gaiato saiu com essa: Só faltou Clóvis lembrar os mais de 200 processos abertos contra Jackson no Tribunal de Contas, respondendo com o dito popular “macaco não olha pro rabo”. Cruz, credo!

Sede nova

Está marcada para esta segunda-feira, em Glória, a inauguração da nova e confortável sede da Companhia Especializada em Operações Policiais em Áreas de Caatinga (Ceopac). O grupamento militar já se encontra instalado naquele município há meses, mas a partir desta segunda, estará nas novas instalações preparadas pela Prefeitura. Isso significa dizer que ficou mais difícil o retorno daquela Companhia para o povoado Vaca Serrada, em Porto da Folha.

Cabide de emprego

Mais de R$ 130 milhões por ano. Este é o valor que o governo de Sergipe gasta com os mais de 4 mil cargos em comissão. A informação é do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Sergipe (Sintese), com base nas nomeações publicadas no Diário Oficial. O maior gasto do governo em CC’s está na Secretaria da Casa Civil. Para pagar 433 CC’s e FC´s desta pasta, são torrados mensalmente cerca de R$ 1 milhão, bem mais do que consomem os comissionados da Segurança Pública e da Saúde. É por isso que não há dinheiro para pagar os salários em dia e o 13º dos servidores. Uma lástima!

Aposta em João

Com o título “O sonho dos partidos”, a coluna Brasil Confidencial, publicada na edição desta semana na revista IstoÉ, traz a seguinte informação: “O DEM quer duplicar o comando de prefeituras nas capitais em 2016. Além de tentar reeleger ACM Neto, em Salvador, e João Alves Filho, em Aracaju, o partido apostará em candidaturas próprias em Fortaleza e Porto Alegre. Com os deputados federais Moroni Torgan e Onyx Lorenzoni”.

Grana em caixa

Embora jure não dispor de dinheiro em caixa para pagar em dia a folha de pessoal, o governo de Sergipe registrou um saldo positivo de R$ 287 milhões no segundo quadrimestre deste ano. Pelo menos é o que garante o Movimento Unificado dos Servidores Públicos. De acordo com os sindicalistas, o atraso no pagamento dos salários e o parcelamento do 13º visam unicamente frear as ações reivindicatórias dos servidores estaduais. Homem, será?

Pequena fortuna

O orçamento do Instituto de Previdência do Legislativo do Estado de Sergipe (Iplese) para 2016 é de R$ 26,4 milhões. A maior parte dessa grana preta será repassada ao instituto pela Assembleia, ou seja, por você contribuinte. Presidido pelo ex-parlamentar Zeca da Silva (PSC), o Iplese usará essa pequena fortuna para pagar as gordas aposentadorias dos ex-deputados estaduais. Ô vidão!

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano O Imparcial, em 8 de março de 1919.

Resumo dos jornais

Postado por Adiberto Souza
Comentários