Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
18/12/2015 às 08h18

Sinuca de bico

Sinuca de bico

A decisão da juíza de Direito Cristina Machado obrigando o pagamento, até domingo (20), do 13º salário aos servidores estaduais deixou o governo de Sergipe numa sinuca de bico. Como alega não dispor de recursos para pagar em dia a gratificação natalina, o Executivo terá que derrubar a liminar concedida pela magistrada, sob pena de ser penalizado com multas progressivas até o valor de R$ 1 milhão. Antes, a Justiça do Trabalho já havia obrigado o governo a honrar, também até domingo, o 13º dos empregados celetistas da estatal Codise. Nem precisa dizer que as duas liminares revigoraram o espírito de Natal dos servidores estaduais, particularmente, dos aposentados. Não é prudente, contudo, cantar vitória antes que o dinheiro tenha sido depositado na conta de cada um. É bom lembrar que as liminares podem ser derrubadas. Tudo depende do poder de convencimento que o governo usará nos recursos a serem impetrados em instância superior. Caso não consiga reformar as decisões dos magistrados, o Executivo terá que fazer das tripas coração para cumprir o determinado pela Justiça. Como? Aí são outros quinhentos!

Manobra regimental

A falta de quórum ocorrida ontem na sessão da Câmara de Aracaju está sendo vista pela oposição como uma manobra da bancada governista. Alguns vereadores acham que a debandada da situação visou protelar o recesso parlamentar, para que o reajuste da passagem dos ônibus seja votado, a toque de caixa e repique de sino, na calada da noite. Embora ofereçam um serviço de péssima qualidade, as empresas querem elevar o preço da tarifa dos atuais R$ 2,70 para exagerados R$ 3,00. Fique de olho nos vereadores!

São contra

Os vereadores governistas Jailton Santana (PSC), Anderson de Tuca (PRTB) e Josenito Vitale, o “Nitinho” (DEM), já anunciaram que votam contra o projeto reajustando o preço da passagem de ônibus da Grande Aracaju. No ano passado, 13 parlamentares apoiaram o aumento de 14,9% para o valor da tarifa, que saltou de R$ 2,35 para R$ 2,70, penalizando diretamente mais de 300 mil usuários do sistema de transporte coletivo.

Sem saúde

O Hospital Cirurgia suspendeu o atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde, encaminhados àquela unidade pela Prefeitura de Aracaju. A explicação da direção é que a administração municipal deve mais de R$ 15 milhões e não acena com proposta para regularizar a situação. Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde reconhece parte da dívida, mas não informa quando pretende saldá-la. Enquanto isso, a população carente fica sem atendimento. Será que se as autoridades dependessem do SUS, atrasavam o repasse de recursos para a rede hospitalar?

Crise braba

Quem procura o Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) encontra dificuldades para doar sangue porque falta material para a coleta. A grave denúncia é do vereador aracajuano Jailton Santana (PSC). Ele lamentou que essa carência esteja ocorrendo justamente no final do ano, quando cresce a procura por sangue. Segundo o parlamentar, os doadores querem praticar um gesto do bem, mas, por falta de material, os profissionais do Hemose não podem desempenhar suas atividades. Lastimável!

Abrajet reativada

A seccional sergipana da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet/SE) está sendo reativada. O primeiro passo foi dado ontem à noite, com a escolha da nova diretoria, que terá na presidência o jornalista e turismólogo Nairson Barreto Socorro. Ocorrida no Del Canto Hotel, a eleição foi prestigiada pela presidente nacional da entidade, jornalista Miriam Petrone. A posse dos novos diretores acontecerá às 19h30 desta sexta-feira, no mesmo Del Canto Hotel. A Abrajet é uma entidade sem fins lucrativos, que visa divulgar os atrativos turísticos de cada estado.

Muda de mãos

A nova sede do campus da Universidade Federal de Sergipe de Lagarto será inaugurada na próxima segunda-feira, já com a administração do hospital universitário definida. Pertencente ao Estado, a unidade de saúde foi cedida pelo governo à instituição de ensino superior. O hospital atende uma população de aproximadamente 250 mil habitantes. Para a solenidade de inauguração do Campus de Lagarto, está sendo esperada a presença do ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Embargos caem

Os deputados estaduais cassados e punidos com multas terão que recorrer à Brasília para tentar modificar as sentenças. É que ontem, o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral rejeitou os 16 embargos de declaração impetrados pelos advogados dos parlamentares. Os deputados Augusto Bezerra (DEM) e Gustinho Ribeiro (PSD) tiveram, ainda, elevada em 1% a multa de R$ 106 mil porque, segundo o juiz relator Fernando Escrivani, a defesa dos dois usou de má fé nas alegações dos embargos. Misericórdia!

Mal na fita

A edição desta sexta-feira, do programa de rádio ‘Por dentro da Justiça Eleitoral’ vai destacar a cassação de nove deputados estaduais e federais sergipanos. Todos são acusados de fazer mau uso das verbas de subvenção da Assembleia. Produzido pelo Tribunal Superior Eleitoral, o programa é transmitido pela Rádio Justiça (104,7 FM) todas as sextas-feiras, a partir das 18h50. Ouça e depois comente!

Grana liberada

Uma boa notícia para Aracaju e oito municípios do interior sergipano: o deputado federal Laércio Oliveira (SD) conseguiu liberar cerca de R$ 5 milhões em emendas parlamentares. O dinheiro é destinado à compra de equipamentos e manutenção de unidades básicas de saúde, pavimentação de vias e reforma de escolas. Serão beneficiados os moradores de Aracaju, Frei Paulo, Socorro, Itabaiana, Boquim, Estância, Divina Pastora, Pacatuba e Carira. Legal!

Brasileiríssimo

E o mundo não acabou porque o Brasil ficou cerda de 12 horas desconectado do WhatsApp. Por volta do meio dia de ontem, o desembargador paulista Xavier de Souza acabou o sofrimento da galera, cassando a liminar, que bloqueava o aplicativo por 48 horas. A punição serviu para se descobrir a brasilidade do WhatsApp, que foi condenado, mas só cumpriu um quarto da pena!

 

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Povo, em 31 de dezembro de 1946.

Resumo dos jornais

Postado por Adiberto Souza
Comentários