Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
17/12/2015 às 08h47

Ônibus ruim e caro

Ônibus ruim e caro

Alegando defasagem na planilha de custo, as empresas de ônibus de Aracaju querem reajustar o preço da passagem. Para atendê-las, a Prefeitura enviou à Câmara de Vereadores projeto majorando o valor da tarifa. Caso este absurdo pedido das concessionárias seja aprovado pela bancada do amém, a passagem passará dos atuais R$ 2,70 para R$ 3,00. O aumento proposto é um exagero. Considerando a péssima qualidade dos ônibus, irregularidade dos horários, superlotação e o deplorável estado de conservação dos terminais de passageiros, o aracajuano já paga muito caro para ser transportado em verdadeiras latas de sardinhas. E o prefeito João Alves (DEM), que durante a campanha prometeu um transporte coletivo de primeiro mundo - Cadê o BRT? -, não deve, antes de cumprir a promessa, punir pela segunda vez a população para atender empresas que estão chorando de barriga cheia. Manter congelado o preço da tarifa é o mínimo que se espera do prefeito e, naturalmente dos vereadores que se dizem representantes do povo. Fiquem de olho neles!

Não gostou

Em nota, o PCdoB lamentou a decisão do Tribunal de Justiça de Sergipe contrária à anulação da lei que reajustou, de forma progressiva, o IPTU de Aracaju até 2022. O partido afirma esperar que, no julgamento do mérito da ação, o TJ reveja a decisão diante do momento de crise em que vive a população. Aguardemos, portanto!

Movimento parado

Nunca a frase “o movimento está parado”, cunhada pelo saudoso empresário Josias Passos para explicar a queda das vendas, esteve tão atual quanto agora. Por conta do não pagamento do 13º salário pelo governo de Sergipe e várias prefeituras, o comércio de Aracaju registra movimento fraquíssimo, estando quase às moscas. Tendo atuado no comercio aracajuano por mais de seis décadas, seu Josias morreu em outubro passado, aos 101 anos: “As Casas JG vendiam miudezas, ferragens, produtos de armarinho, armas, munição e até explosivos”, gostava de dizer, orgulhoso, o bem sucedido empresário, nascido no Saco da Ribeira, atual Ribeirópolis.

Outro mundo

Não bastasse o Eduardo Cunha, a ameaça de impeachment da presidente Dilma e a inflação em dois dígitos, os brasileiros amanheceram hoje sem o WhatsApp. O aplicativo foi bloqueado pela Justiça, devendo permanecer fora do ar até a meia noite de sábado. Nem precisa dizer que tem gente à base de lexotan, sem saber o que fazer porque só sabe se comunicar pelo WhatsApp. Outros, menos nervosos, estão surpresos com o mundo em sua volta. Ao tirarem os olhos do “brinquedinho” e mirarem o horizonte, descobriram que existe Céu, árvores, pessoas de carne e osso e, claro, lojas especializadas em celulares, que já trazem acoplado o danadinho do WhatsApp e o seu característico fiu, fiu!

Agora vai!

Delegados de polícia foram recebidos em audiência pelo governador Jackson Barreto (PMDB). A conversa girou em torno da crescente violência que reina em Sergipe. Os policiais apresentado dados sobre o aumento do número de prisões, diminuição de homicídios no interior e a proteção de pessoas de grupos vulneráveis. Bem, se o problema da Segurança resumia-se à conversa dos delegados com o governador, agora a

coisa anda. Se cuida, malandro!

Bote fé!

O governo alega falta de recursos para pagar o 13º do funcionalismo, mas ninguém o vê investir na sorte. Ora, por que será que o governador Jackson Barreto não manda a Secretaria da Fazenda arriscar uma fezinha na Mega-Sena? A loteria está acumulada e deve pagar R$ 185 milhões no sorteio do próximo sábado. E olhe que é muito simples ganhar essa bolada, capaz de garantir um feliz Natal para os coitados dos servidores: é só acertar as seis dezenas sorteadas, coisa muito fácil!

Sortudos

Falar em sorte, os deputados estaduais cassados Augusto Bezerra (DEM) e Paulinho das Varzinhas (PTdoB) escaparam por um triz de passarem o Natal e Ano Novo vendo o sol nascer quadrado, engaiolados. Ao votar pela manutenção do afastamento de ambos da Assembleia, a desembargadora Iolanda Guimarães lamentou o fato de o procurador- geral de Justiça, Rony Almeida, não ter pedido a prisão de Augusto e Paulinho. Aff, Maria!

Fim da greve

Os auditores estaduais de tributos deliberaram ontem, pelo fim da greve da categoria iniciada há 39 dias. A decisão foi tomada durante assembleia geral, convocada após a Justiça ter julgado a paralisação abusiva. Durante este período, todos os postos de fiscalização nas rodovias de Sergipe permaneceram fechados, causando grandes prejuízos ao estado, que deixou de recolher um volume considerável de impostos. Uma lástima!

No pau

A Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise) tem até domingo para pagar a segunda parcela do 13º salário dos empregados. Caso não cumpra a decisão do juiz do trabalho, Hider Torres do Amaral, a estatal será multada em R$ 5 mil por cada colaborador prejudicado, além de ter as contas bancárias bloqueadas, visando garantia o pagamento da gratificação natalina. Vá, diga que não tem dinheiro!

Eleições 2016

A Justiça Eleitoral aprovou as resoluções que vão reger as eleições municipais de 2016. A partir de 1º de janeiro, por exemplo, quem fizer pesquisa para conhecimento público terá que registrá-la no Juízo Eleitoral. O registro da consulta popular deve ocorrer com antecedência mínima de cinco dias da divulgação. E quem desejar disputar as próximas eleições, precisa se filiar a um partido político até o dia 2 de abril de 2016. O que vai aparecer de vira casaca até lá, não está no gibi!

Gato e rato

Policiais civis de Frei Paulo botaram as mãos em “Gato a Jato” e “Rato”, dois malandros que vinham infernizando a vida da população. Nascidos Alan Pereira e Rodrigo Alves, os dois são acusados pela prática de assaltos na região, devendo passar um bom tempo engaiolados. Diferente dos bichanos e roedores, que não se suportam, “Gato a Jato” e “Rato” estão se entendendo muito bem na cela da delegacia.

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Aracaju, em 12 de junho de 1872.

Resumo dos jornais

Postado por Adiberto Souza
Comentários