Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
24/11/2015 às 09h00

Cadafalso do TRE

Cadafalso do TRE

Os primeiros dos vários julgamentos de deputados estaduais deixaram claro que os sete juízes do Tribunal Regional Eleitoral chegaram a um denominador comum sobre os crimes atribuídos aos acusados. A punição para quem apenas descumpriu a orientação de não usar as verbas de subvenção em ano eleitoral é uma multa de R$ 40 mil, porém aqueles que fizeram operação “bate e volta” com o dinheiro público estão tendo os mandatos cassados sem dó nem piedade. Foi assim com os deputados Augusto Bezerra (DEM), Paulinho da Varzinhas (PTdoB), e será com vários outros parlamentares. Diante disso, a defesa dos acusados não esconde o abatimento. Parece até que está fazendo a oração final diante de um condenado sobre o cadafalso, com a corda no pescoço e sem direito ao último pedido. Tomara que este patíbulo jurídico erguido no TRE e aplaudido pela grande maioria dos sergipanos sirva de exemplo aos políticos e, particularmente, aos jovens que sonham em ingressar na vida pública.

Na torcida

Os suplentes da coligação “Digo sim a Sergipe” são os que mais torcem pelas cassações dos deputados acusados de terem feito mau uso das verbas de subvenção da Assembleia. Entre os animados torcedores estão Adelson Barreto Filho (PSL), o ex- deputado Gilmar Carvalho (SD), o ex-deputado Daniel Fortes (PTC), o vereador por Aracaju, Josenito Vitale (DEM), e o ex-conselheiro do Tribunal de Contas, Reinaldo Moura. Da coligação ainda serão julgados os deputados Gilson Andrade (PTC), Maria Mendonça (PP), Capitão Samuel (PSL) e Venâncio Fonseca (PP).

Coleta seletiva

Acontece amanhã em Aracaju, o Fórum sobre Coleta Seletiva. Será das 8h às 12h30, no auditório da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe. A professora doutora Kelma Maria Nobre Vitorino, do Instituto Federal de Sergipe, atuará como moderadora. Serão debatedores o secretário do Meio Ambiente de Aracaju, Eduardo Matos, e o presidente da Central de Cooperativas de Sergipe, Adriano Santos. As inscrições para o fórum podem ser feitas pelo e-mail [email protected] Prestigie!

Não pagou

O diretor de Comunicação da Assembleia, radialista Marco Aurélio, comunica que os aposentados do Legislativo sergipano não foram pagos no dia 20 passado, conforme anunciou ontem esta coluna. Estranho é que a informação foi passada por um ex- deputado estadual, que comemorava justamente o depósito de sua aposentadoria, feito na sexta-feira passada, dia em que o Legislativo pagou a folha de pessoal.

Festa da muamba

A Justiça não atendeu ao pedido de ilegalidade da greve dos fiscais de tributos, que estão de braços cruzados há quase um mês. Em sua decisão, o desembargador Cesário Siqueira Neto optou em pedir informações sobre as propostas apresentadas pelo governo visando encerrar o momento, e se o Sindifisco está cumprindo a Lei de Greve. Com os postos fiscais fechados, os muambeiros continuam transportando contrabando sem serem importunados. Enquanto eles fazem a festa, o Estado deixa de arrecadar milhões. Uma lástima!

Nome definido

O PCdoB já decidiu: seu pré-candidato a prefeito de Aracaju é Edvaldo Nogueira, e “tamos” conversado. Agora, o partido vai tentar convencer as legendas governistas a apoiarem o comunista. O presidente do diretório do PCdoB na capital, Antônio Bittencourt, aproveita para descer a madeira no prefeito João Alves Filho (DEM): “O projeto dele é usar a eleição de Aracaju como trampolim para ser candidato a governador em 2018. João não pensa o cotidiano da cidade”, fustiga.

Ator principal

A depender do deputado federal André Moura (PSC), seu partido não apoiará a reeleição do prefeito João Alves Filho (DEM). Entrevistado pelo radialista Gilmar Carvalho, o parlamentar cristão foi bem claro: “Nosso agrupamento político deverá apresentar candidatura própria. Não seremos coadjuvantes nas eleições da capital”. Então, tá!

Rasgando dinheiro

Alguém conhece os resultados práticos das sessões itinerantes realizadas pela Assembleia em Lagarto e Neópolis? Aliás, quase não houve quórum. Mesmo assim, o Legislativo sergipano viaja amanhã, de mala e cuia, para instalar o circo parlamentar em Nossa Senhora da Glória, terra do deputado Jairo Santana (PRB). Gasta-se o dinheiro do contribuinte por algumas horas de lero-lero, seguidas por um lauto e suculento almoço. Eta Brasilzão, seu menino!

Quem paga?

A Secretaria da Segurança Pública precisa deixar claro sobre quem vai pagar os consertos da camioneta da Polícia e dos dois carros envolvidos num acidente nas proximidades de uma festa em Aracaju. Parece claro que o prejuízo deve ser arcado pelo delegado Fábio Santana que, mesmo de folga, passeava na madrugada com a viatura policial.

Sigla não ajuda

Um gaiato dizia ontem ter descoberto porque a Associação Desportiva Confiança não consegue subir para Série B no Campeonato Brasileiro: “Tem que seguir a numerologia e trocar o ‘adescer’ da sigla pelo “ascender’. É só colocar o C no lugar do D e tá resolvido o problema!”. Sabe-se lá, né? Há quem acredite que uma simples troca de letras espanta as energias negativas e ajuda a atrair sucesso profissional.

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Jornal de Notícias, em 14 de maio de 1932.

Resumo dos jornais

Postado por Adiberto Souza
Comentários